Dicas para escolher café com qualidade nutricional

Por: As Nutris 03 de Maio de 2019

Por ser uma rica fonte de antioxidantes, o café pode contribuir para a prevenção de doenças relacionadas ao estresse oxidativo. As propriedades antioxidantes podem demonstrar a presença de compostos bioativos fenólicos e não-fenólicos, como a cafeína e os ácidos clorogênicos.


O processo de torrefação não é totalmente padronizado e muitas variações são usadas. A descrição mais simples de torrefação de café é baseada na avaliação da cor dos grãos torrados em geralmente 4 colorações.


Juntamente, grandes mudanças na composição do café ocorrem durante a torrefação - como resultado da reação de Maillard -. As melanoidinas são produtos finais desta reação, e podem alterar a capacidade antioxidante total dos grãos de café.


Esta reação também pode gerar uma substância denominada acrilamida. A acrilamida é prejudicial para a saúde humana, porque tem a capacidade de se converter em uma substância capaz de modificar proteínas, inclusive o DNA. Causando possíveis danos, sendo classificada como cancerígena. Muitos cafés de má qualidade são torrados excessivamente para mascarar o gosto ruim e isso gera mais acrilamida.


Importante lembrar que além do café, que apresenta esta substância em pequenas quantidades, outros alimentos também podem apresentar acrilamida. Alimentos que apresentam aminoácidos, açúcares e gorduras, que são torrados ou cozidos excessivamente.

Leia mais sobre reação de Maillard e acrilamida clicando aqui


Mas, não é preciso ter medo de tomar café. Se o produto é de boa qualidade, as quantidades de acrilamida e melanoidina são muito pequenas. Em um contexto de boa alimentação, priorizando alimentos menos processados, não é um grande problema. E consumir menos produtos queimados, torrados e fritos de maneira geral é uma boa estratégia para diminuir o consumo de acrilamidas. Como consumir café de boa qualidade pode indicar que a torração e os grãos são melhores, mentendo mais os antioxidantes da bebida.



Dicas para escolher cafés de boa qualidade:


  • Verificar os ingredientes, se é só café mesmo! Alguns são vendidos com pedras, galhos, folhas, etc.

  • Data da torra ou da validade, café deve ser fresco, quanto mais recente a torra, mais delicioso o café;

  • Tipo do café, no Brasil em geral, os melhores cafés são produzidos com o tipo Arábica;

  • Se a embalagem mostra onde o café foi produzido, provavelmente é um café de boa qualidade, pois onde o café foi plantado, faz toda a diferença em suas características;

  • Também se são descritas as notas aromáticas.


    Sobre avaliação da proteste e fragmentos no café clique aqui


Conteúdo elaborado por: Estagiária Nayara Nuernberger e Nutricionista Sheila Pachecco.


Referências:


https://www.liebertpub.com/doi/full/10.1089/jmf.2017.3935


http://www.iac.sp.gov.br/areasdepesquisa/cafe/


https://jornal.usp.br/atualidades/os-perigos-da-acrilamida-em-alimentos-aquecidos/


https://www.proteste.org.br/eletrodomesticos/cafeteira/noticia/cafe-torrado-poupe-com-a-nossa-escolha-certa