7 maiores problemas para quem quer emagrecer

Por: As Nutris 30 de Maio de 2019

O emagrecimento é um processo complexo. Por isso, é necessário planejamento e ajuda profissional para que as melhores estratégias sejam traçadas para cada indivíduo. Listamos alguns erros muito comuns cometidos por quem quer emagrecer:


  1. Não saber a densidade energética dos alimentos ultraprocessados

Muitas pessoas não sabem ler rótulos e observar a lista de ingredientes. Então comem sem saber o quanto de calorias estão ingerindo dentro dos pacotinhos ou em preparações regadas de farinha branca e gordura vegetal (óleo de soja/palma/gordura anidra do leite ou gordura trans). E para o emagrecimento é necessário que haja uma restrição calórica contínua, ou seja: Que sejam ingeridas menores quantidades de calorias.


  1. Não seguir a prescrição dietética

Fazer alterações na alimentação por conta própria não é uma boa ideia. Várias pessoas vão ao nutricionista, mas decidem não seguir o plano alimentar inteiro e fazem substituições que julgam adequadas atrapalhando o processo de emagrecimento.

  1. Esquecer da dieta no final de semana

Erro muito comum é seguir a dieta rigorosamente durante a semana e aos finais de semana esquecer totalmente da alimentação que estava seguindo, duplicando ou até triplicando o quanto se come e piorando a qualidade da alimentação. Prejudicando o emagrecimento porque interrompe a alimentação que foi adequada e pensada exclusivamente para cada indivíduo.


  1. Fazer a mesma dieta por muito tempo

Passar apenas 1 vez no nutricionista e seguir 1 plano alimentar que foi passado não é apenas o que faz emagrecer. De acordo com as mudanças que ocorrem no corpo e na alimentação, é necessário que se altere o plano alimentar para que os resultados continuem surgindo. Para não cair no efeito platô, é importante seguir as orientações do nutricionista quanto aos retornos.


  1. Não fazer exames de sangue com regularidade

Muitas vezes, as pessoas não investigam sobre a própria saúde. Um nutricionista pode solicitar exames para avaliar o estado nutricional do indivíduo. Exames que normalmente apresentam alterações são: vitaminas do complexo B, ferro, ferritina, SHBG (pelo uso de anticoncepcionais ou anabolizantes), testoterona livre, vitamina D, insulina/HOMA.


  1. Treino inadequado

Ao seguir uma alimentação adequada, algumas pessoas pensam que não é mais necessário fazer exercício físico com constância. Então mesmo seguindo um plano alimentar, o emagrecimento fica estagnado. O corpo precisa gastar energia, fazer exercícios físicos faz bem para a saúde como um todo (corpo e mente), e sem isso o emagrecimento não evolui.

  1. Dormir pouco

Outra importante questão é dormir bem. O sono é um período importante para a regulação de várias funções do corpo. Ao dormir mal, o apetite pode ficar desregulado e o metabolismo como um todo. Não favorecendo a perda de peso. Saiba mais na matéria sobre sono e melatonina.


Emagrecimento é um processo longo e a manutenção da saúde é contínua. O cuidado e atenção com a alimentação deve ser diário, e não deve ser feito por apenas um período de tempo.




Referências:

http://www.scielo.br/pdf/abem/v51n7/a04v51n7.pdf


https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/54793/4/131082_0965TCD65.pdf


http://files.adrianobelem.webnode.com.br/200000173-9608296ffc/estrategias-para-o-emagrecimento.pdf